O início da Floresta Unida é o reflexo do seu lema de hoje “ Pela Humanidade Plantamos Liberdade e Esperança”, uma vez que a Floresta Unida apareceu como um meio de libertação e de esperança para o seu mentor e criador do conceito, David Lopes.


Asmático desde a infância, David, fumava 4 maços de tabaco por dia. Em 2003, uma violenta crise de asma fez com que o David tivesse de recorrer aos serviços de urgência que o levaram a repensar o seu modo de vida. A sua médica mostrou-lhe outros casos igualmente graves, que culminariam com uma morte inevitável e dolorosa. 


A situação tão intensa, fez com que David, concluísse que não podia continuar como estava e terminar da mesma forma, tendo decidido nesse dia deixar de fumar. O conselho da sua médica fora que se tentasse abstrair e que se envolvesse com projetos do seu agrado, evitando assim pensar na necessidade de fumar.


Dada a envolvência familiar e interesse por blogs, concebeu um projeto de auto-ajuda em que construía conceitos e programas para gestão de recursos florestais online. Amigos e seguidores dos blogs, incentivaram-no a colocar estas mesmas ideias na vida real.


Após 2 anos sem fumar, David aplicava a poupança que tinha do tabaco em ações regionais, tentava sempre incentivar outros a fazer o mesmo, mas a sua paixão pela floresta começou a falar mais alto e em breve o motivo que o tinha levado a realizar o projeto seria uma breve recordação.


David contactava insistentemente várias empresas, para apresentar a Floresta Unida e poder angariar mais fundos para realizar ações e em 2007 com o apoio do Banco Barclays, realiza-se o 1º Grande Evento com mais de 2.000 participantes, passando assim a existir o Grande Evento Anual da Floresta Unida , que por norma até aos dias de hoje se realiza em Outubro. 


Apesar do conceito ser de 2003, a Floresta Unida enquanto associação surge em Novembro de 2007.

Com mais de 30 patrocinadores, 150 parceiros, a Floresta Unida deseja conseguir prosseguir com a sua missão de recuperação de ecossistemas florestais, a plantar 400 milhões de árvores com 30 anos de gestão , proteger 150 milhões de árvores já implementadas, apoiar profissionais do sector, dinamizar investigação no sector e sensibilizar diversas gerações .